Um novo mundo sem desinformação e estagnação

Chegamos em um estágio da humanidade em que o coletivo finalmente tem uma capacidade extremamente grande de contribuir diáriamente para o melhoramento da conscientização social e ambiental humana.
É como se estivessemos ganhando um novo mundo, mas ainda com amarras a um mundo velho. Estamos entre dois mundos que não conseguem compartilhar, mas ao mesmo tempo não conseguem se disvenciliar.
Está ruptura social, econômica e sentimental é de fato dolorida, e muitos humanos preferem evitar, o máximo que podem, geralmente por acreditarem ter um benefício em se manter normas e instituições moralmente falidas como diretrizes para uma realidade que não comporta mais a subordinação e busca equalizar as oportunidades.

Em um modelo politico - economico - social  falido, que espera por uma estupim para se auto-destruir, o que mais demora é a ingestão e digestão da informação, possívelmente por falta de acesso à mesma dentro do mesmo periodo de tempo, embora a informação possa navegar para todos os cantos do mundo na mesma velocidade, as pessoas estão despreparadas para receber tais informações e existem centenas de mecanismos que filtram as informações durante o processo de disseminação.
Uma nova maneira de existir é possível. Para tanto devemos iniciar um processo de filtragem de informação diferenciado, e começar a separar o que é fato e o que é mito ou fantasia. Existem hoje na sociedade que se diz moderna, informações sendo aplicadas, soluções sendo vendidas sem nenhuma verificação de que seus resultados são comprovados. Desde o modelo econômico até as mínimas coisas que você consome diariamente, existem elementos que estão diretamente apoiando uma iniciativa privada que não visa e nem se preocupa com uma continuidade melhor para a vida em geral no planeta.  Evidentemente, esta conscientização está recem sendo transferida como conhecimento estre as pessoas.
O pensamento de que somos grupos diferentes é uma das formas de controlar o seu pensamento, pois todos somos um grupo só, e estamos todos aqui. Vivemos em um unico planeta, e embora a busca de outro planeta possa soar como possível, estamos ainda longe de termos  esta opção disponível.


Estamos todos compartilhando uma grande quantidade de recursos, informações e estamos literalmente movendo montanhas através dos oceanos para manter nosso sistema ativo. Estamos consumindo o máximo que podemos, e gerando a maior capacidade de produção, porém, o que estamos produzundo?

Com a capacidade produtiva mental humana disponível hoje deveriamos estar transformando o mundo a nossa volta no melhor lugar para se viver. Mas graças a determinados segmentos da sociedade, estamos assistindo passivamente a crimes em escala avançada.
Enquanto valores antigos que não foram  intelectualmente comprovados continuarem servindo como escala na métrica da produção, nossos resultados não irão avançar.

É de extrema necessidade que se faça uma organização das informações disponíveis, e a constatação dos elementos que tornam esta informação válida ou não. Simplesmente a informação pura pode fazer com que uma inversão de valores em várias camadas da sociedade possa surgir.

Imagem de tempestade - MeteoRibatejo

Imagem planeta - Daily Mail