Se a Oracle comprar o MySQL como parte da Sun, os utilizadores de bases de dados pagarão a conta

Em Abril de 2009, a Oracle anunciou que tinha acordado comprar a Sun. Como a Sun tinha comprado a MySQL no ano passado, isto significaria que a Oracle, o líder do mercado de bases de dados proprietárias, passaria a ser dona do MySQL, o mais popular software livre de base de dados.

Se a Oracle comprasse a MySQL nessa base, teria tanto controlo sobre o MySQL quanto o dinheiro consiga comprar um projecto de software livre. De facto, na maioria dos projectos de software livre (tal como o Linux ou o Apache) não existe nenhuma forma de um concorrente comprar sequer um décimo do mesmo poder de influência. Mas o sucesso do MySQL sempre dependeu da companhia que a desenvolvia, vendia e promovia. Essa companhia (inicialmente a MySQL AB, depois a Sun) sempre possuiu os mais importantes direitos intelectuais, sobretudo marcas registadas e direitos de autor e (até hoje apenas para fins defensivos) patentes. Utilizou estes direitos para gerar lucro e reinvestiu uma grande parte desses ganhos no desenvolvimento, não só crescendo mas também melhorando com o tempo.

Se esses direitos caíssem nas mãos do principal concorrente da MySQL, então o MySQL imediatamente deixaria de ser uma alternativa aos caros produtos da Oracle. Até agora, os clientes tinham a escolha de utilizar o MySQL em projectos novos em vez dos produtos da Oracle. Algumas grandes companhias até migraram (trocaram) da Oracle para o MySQL para soluções existentes. E qualquer um poderia ameaçar credivelmente os vendedores da Oracle com o passar a utilizar o MySQL a menos que fosse concedido um grande desconto. Se a Oracle for dona da MySQL, então simplesmente rir-se-á dos clientes que tentarem isto. Para a Oracle, livrar-se deste problema facilmente vale mil milhões de dólares por ano, se não mais.

Por favor cadastrem se e participem da petição para evitar que a Oracle seja dona do MySQL