Religiosos são uma das maiores ameaças de contaminação no Brasil

Enquanto empresas de todos os tamanhos estão tomando providencias para impedir a proliferação do vírus Covi-19, a população se esforçando para ficar em casa,  religiosos  se manifestam contrários ao senso comum, querendo manter igrejas abertas.
É claro que a motivação dos religiosos é a ganância, com menos pessoas trabalhando, e mais pessoas desesperadas, o solo está fértil para disseminar as crenças de medo que são oferecidas nos cultos.

Evangélicos no mundo todo já são conhecidos por não acreditarem na ciência e em função disso serem motivo de chacota entre muitos meios acadêmicos e de livre pensadores, porém, neste momento de crise pandêmica, os cultos evangélicos representam uma verdadeira ameaça ao povo Brasileiro.

Em ambientes fechados, com pessoas aglomeradas, como são geralmente os locais onde os cultos evangélicos ocorrem, são também o ambiente ideal para a propagação desenfreada do Corona Vírus.

Veja abaixo um vídeo divulgado pelo pastor Maiquel Marques.

Esta atitude completamente descompromissada com o bem estar das outras pessoas demonstra claramente que algumas igrejas, alguns pastores, utilizam de sua liberdade religiosa para enriquecerem as custas das vidas de pessoas ignorantes e mal informadas. O resultado destas atitudes irresponsáveis será de enorme prejuízo para toda sociedade, e evidenciando o charlatanismo que existe tão fortemente dentro deste meio.

Aos poucos a sociedade moderna e civilizada começa a ver quem são de fato os agentes do caos e da destruição, quem são as pessoas que realmente desvalorizam a vida em troca de dinheiro. Infelizmente pessoas terão morrido, mais uma vez, por causa das irresponsabilidades dos religiosos que estão ávidos e gananciosamente desesperados por tirar o dinheiro do povo já pobre e sofrido.

O que se pode esperar é que autoridades tomem alguma providência para impedir que tamanha irresponsabilidade aconteça, afinal, igrejas não estão acima da lei, nem acima do governo.

O que fica porém evidente é que igrejas e pastores se consideram acima dos poderes do estado e até mesmo da natureza, e isso vai se provar um grande erro, fatal para muitas pessoas que decidirem por inconsequência ou pura ignorância acreditarem nestes pastores.