Religião faz mal para a Internet

internet-doente

Sabemos que existem várias iniciativas por governos autoritários, e em alguns casos religiosos, e evidentemente diversas organizações e instituições que gostariam de bloquear a Internet, ou pelo menos censura-la até que ela não faça mais sentido. Os motivos vem disfarçados de desculpas como "perdas em gastos" mas em realidade, as motivações no geral são outras.

Existe um fundo religioso para a mentalidade de "posse de ideias", cada religião inventa sua história e usa ela para converter pessoas, portanto não querem que ninguém copie a história. E o que não querem mais do que tudo é que contestem e que desafiem as suas histórias, isso acontece porque as religiões são inventadas sem verificação factual do que é dito. A Internet por ser um espaço livre proporcionou a maior expansão de ateus da história. São milhares de ateus (como eu) que agora contestam e disseminam informações que desmentem todas as lorotas e fábulas religiosas. Os casos de abuso, os casos de corrupção, e o maior importante, a verdade sobre como as religiões foram concebidas e seus verdadeiros propósitos.

É a mentalidade religiosa de ser "sagrado" algo por simples decisão, e querer impor uma "verdade" (que na verdade é uma mentira) nos demais.  Acontece que com a liberdade da Internet estas doutrinas, que dependem exclusivamente da ignorância e falta de acesso a informação, tomaram um golpe fatal. Foram expostas pelo que elas realmente são. Então vemos estas inúmeras e infinitas tentativas de restringir o pensamento livre e a colaboração, e em troca oferecem "segurança" e "espiritualidade". Mas na verdade, sabemos que as religiões são o maior antro de mentiras, e sabemos que as experiências ditas espirituais, são na verdade experiências humanas.

Agora, vamos pensar pelo lado econômico, já que sei que alguns religiosos tentarão argumentar que a Internet causa grandes perdas. Que tal contabilizarmos quanto se perde em cada feriado religioso? Sim! Todo ano, perdemos trilhões de dinheiro pelo mundo todo porque alguns decidiram que determinados dias devem ser destinados a determinados santos ou eventos religiosos, o que faz com que todos, absolutamente todos, percam dinheiro. Se quisermos realmente eliminar algo que não traz nenhum benefício, e que causa imenso prejuízo para empresas, estados e governos, deveríamos começar eliminando feriados religiosos. 

Apesar das alegações de pirataria na Internet, o compartilhamento de informações, o acesso livre a dados e o resultado criativo destas premissas faz com que valha a pena ter uma margem de perda. Os resultados de uma internet livre são tremendos, estão mudando o mundo, mudando a capacidade de compreensão de todas as pessoas, abrindo oportunidades e abrindo mentes pelo mundo todo.

Os feriados obrigatórios religioso, por outro lado, não abrem portas, pelo contrário, fecham portas, desperdiçam o dinheiro público, o dinheiro privado, e não trazem nenhum benefício para ninguém, nem mesmo para os crentes. Afinal, quem pensa que é napoleão não ganha em nada se definirmos que é feriado nacional de napoleão.

Então fica minha colocação: Se quisermos ser responsáveis mesmo como humanidade, e se nossos governantes forem realmente honestos, o primeiro passo para evitar gastos e evitar perdas para todo mundo deveria ser a eliminação de feriados religiosos, e não ficar querendo tirar a pouca liberdade de se expressar que as pessoas finalmente conseguiram conquistas.

Mais que isso, quando feriados religiosos acontecem, a Internet é quem salva as pessoas do tédio total. As demais mídias ainda insistem em valorizar os cultos dos loucos, transmitindo como se fosse de algum valor coberturas de eventos religiosos e noticiando ações de representantes religiosos como se fossem celebridades.

Portanto, a mentalidade de evitar ofensas, é uma prática unicamente religiosa, que foge ao debate. A Internet promove debates e interatividade. Os comerciantes  e governos que querem privar as pessoas de informações são certamente coniventes com esta mentalidade, porém, existe esta grande quantidade de dinheiro que se perde quando os países param em função de feriados religiosos, que poderiam muito bem ser eliminados, pois não tem função real alguma, e são responsáveis pelos maiores prejuízos e perda de ganhos da atualidade.
O que você acha? Comenta ai em baixo por favor!