Quem combate o Anti-Fascismo e cria lista de pessoas quer o que?

Os Antifas são um grupo que surgiu na Itália para combater o fascismo, usando qualquer meio que se tornasse necessário ou disponível. Claro que naquela época, eles já estavam sobre um regime fascista autoritário, portanto a única alternativa, assim como os revolucionários na França, e em qualquer outro lugar do mundo onde os opressores estavam no governo, era muitas vezes ter de se valer da violência.
Para qualquer governo que quer ter uma atuação autoritária, é claro que faz todo sentido então tentar governamentalmente criminalizar pessoas que se dizem anti-fascistas. É isso que pode estar acontecendo nos Estados Unidos, onde após a morte de um Afro Americano por um policial branco que ficou mais de 8 minutos com o joelho e todo peso do seu corpo em cima do pescoço do cidadão, que em seus suspiros tentava avisar que não estava conseguindo respirar. Estas foram suas últimas palavras "eu não consigo respirar". Pois devido ao total descaso do policial e de seus outros 3 companheiros, o cidadão veio a falecer ali mesmo, no chão, em baixo do joelho do policial.
Esta cena por si só é tão chocante e assustadora, pela brutalidade, violência e descaso absoluto da vida humana de afroamericanos pelos policiais nos Estados Unidos, que chocou o mundo. Para piorar a situação, os policiais não foram penalizados nem processados pelo homocídio. Apenas foram destituídos de seus cargos.
Ao saber disso, a sociedade inteira se revoltou mais ainda, pois ao ver tal gesto de ainda maior descaso pela instituição, pela corporação policial, demonstra que realmente não é um caso isolado e nem sequer um caso atípico. Este policial, que matou o cidadão com o joelho no pescoço dele já estaria envolvido em muitos outros casos de abuso de poder.

A comunidade se erguei, colocou fogo em delegacias e pela primeira vez na história, até mesmo a Casa Branca, onde vive o presidente dos Estados Unidos apagou as luzes e o presidente teve de ser removido par um Bunker de proteção.
Acontece que quando o presidente americano Donald Trump alguns anos atrás foi confrontado pela imprensa sobre como iria lidar com uma manifestação pró-nazismo que acabou virando um conflito com brigas, o presidente disse que haviam "pessoas boas" em ambos os lados. O que ficou claro nesta fala é que o presidente americano na época considerava que haviam pessoas boas do lado dos Nazistas.
Agora, após a crise que a morte deste cidadão causou, os protestos tomando conta dos Estados Unidos inteiro, Donald Trump disse ter intenção de colocar pessoas que se dizem Antifas com classificação de Terrorista.

O presidente Brasileiro Jair Bolsonaro (sem partido) é talvez um dos únicos presidentes do mundo a ter batido contiências á bandeira Americana, e em visita aos Estados Unidos disse ao Donald Trump que Amava ele.
Jair Bolsonaro vem incentivando que pessoas se manifestem no Brasil contra os demais poderes, pois ele não está conseguindo governar de forma ditatorial como achou que iria fazer.
Após ter mais de 20 membros de sua família sendo investigados por algum tipo de crime de corrupção, lavagem de dinheiro e enriquecimento ilícito, Bolsonaro até trocou ministros e chefes de superintendências da Polícia Federal para tentar impedir que seus familiares e amigos sejam afetados, independente de terem ou não cometido os crimes. Apesar de repetidas vezes ter dito que "a verdade vos libertará", na prática Bolsonaro aparentemente não quer de forma alguma que a verdade, principalmente sobre as investigações de seus familiares seja exposta.
Por causa da forma irracional e violenta como tem se comportado os apoiadores de Bolsonaro nas manifestações, agredindo pessoas, fazendo ameaças a jornalistas, profissionais de saúde, e até mesmo pessoas nas ruas, surgiu um novo movimento de resistência no Brasil. Torcidas organizadas de times, pessoas de todas as classes sociais e todo tipo de pessoa da sociedade Brasileira se posicionaram anti Fascismo, identificando as falas, os gestos, e os atos pró governo no Brasil como atos e ações fascistas.
Se torna claro que existe uma parcela pequena da população e dos políticos que se elegeram na onda Bolsonarista que querem implementar o fascismo no Brasil ou combater o Anti Fascismo, e um destes é o Deputado Douglas  Garcia, eleito na onda Bolsonarista e faz parte do PSL, ex partido de Bolsonaro, partido do qual o presidente saiu após o partido não aceitar a nomeação do filho dele para o controle do fundo partidário.


Douglas Garcia, decidiu usar seu tempo, como deputado, cargo que é pago com dinheiro público, para listar praticamente aleatoriamente nome de pessoas que ele considera representantes da Antifa Brasileira, coletar informações pessoais desta pessoa, e com esta lista, criar uma especie de lista de inimigos do Brasil. Se torna claro que o objetivo do deputado seria prejudicar diretamente estas pessoas, seja suas reputações, seja para se promover aos olhos do presidente Bolsonaro que está cada vez mais isolado no governo.

Acontece que eu conheço algumas destas pessoas que estão na lista, e sei que eles não são parte de movimento Antifa algum, apenas compartilham, assim como eu mesmo, um forte sentimento de que o Fascismo não pode dominar no Brasil e por isso afirmo que a lista é completamente aleatória.
A realidade é que o deputado não tem qualificação nem capacidade intelectual para identificar e saber julgar quem é o que, e portanto, esta usando dinheiro público para passar o tempo bisbilhotando perfis em redes sociais. Os perfis que ele não gosta, ele coloca na lista.
Tamanha é a incompetência desse pessoal que a lista vazou rapidinho e agora ele será processado por grande maioria das pessoas desta lista.

O que fica claro porém é que, a intenção destas pessoas Bolsonaristas no governo e seus apoiadores é tentar sempre calar pessoas que são contra suas ideologias retrogradas e seus valores medievais de sociedade.
Ao tentarem agir porém, erram, falham, e acabam apenas revelando que não estão trabalhando e sim gastando dinheiro público para atacar cidadãos Brasileiros.