PM de Santa Catarina quebra perna de mulher que estava rendida

Via Ponte Jornalismo

Um vídeo chocante viralizou nas redes sociais nesta terça-feira (10), dois dias após o Dia Internacional de Luta das Mulheres (8M).

No vídeo, uma mulher rendida pela PM, no município de Mafra-SC, é brutalmente agredida por um policial. Silvana de Souza teve fratura exposta na perna e sofreu ferimentos no rosto, que ficou ensanguentado. A agressão policial aconteceu no dia 19 de fevereiro deste ano, mas só repercutiu hoje (10), após o vídeo viralizar nas redes sociais. A PM tentou justificar a agressão, mas o vídeo não deixa dúvidas sobre a brutalidade criminosa:

Mais um caso de violência policial. Cenas fortes!

Mais um caso de violência cometida pelo estado. O caso aconteceu no município de Mafra-SC, em 19 de fevereiro de 2020, mas o vídeo viralizou hoje (10). A cena forte mostra uma mulher, depois de algemada, recebendo uma rasteira de um um policial militar. O chute desferido pelo policial fraturou a perna da mulher, que também teve ferimentos no rosto. Em nota, @pmscoficial tentou justificar a agressão dizendo que os policiais estavam sendo ameaçados pelos moradores do local, após a perseguição e detenção de um homem. No entanto, o vídeo fala por si, e a explicação da PM é cínica e absurda. É para isso que a PM de Santa Catarina serve, governador Carlos Moisés? Para que tanta covardia e brutalidade contra uma mulher que já estava dominada? Não adianta postar homenagem às mulheres se o senhor permite isso na polícia que comanda! #violenciapolicial #fascismo

Posted by Jornalistas Livres on Tuesday, March 10, 2020

 

 

Fonte: Jornalistas Livres