Os piores vídeos da semana da Galãs Feios

A política no Brasil está virada de ponta cabeça desde que o presidente Jair Bolsonaro assumiu. Vemos constantemente desde as eleições uma enorme quantidade de notícias falsas sendo circuladas em redes sociais e em grupos de Whatsapp. A tecnologia que poderia servir para ajudar as pessoas a se manterem informadas é usufruida por pessoas que muitas vezes se aproveitam do desconhecimento alheio até mesmo da utilização da tecnologia para fazer inumeras alegações falsas.
Como o desconhecimento de como a tecnologia de fato funciona é uma das principais armas de disseminação de desinformação, é claro que entre os principais vídeos desta edição dos Galãs Feios aparecem vídeos de Jair Bolsonaro dando entrevista alegando que existe possibilidade de fraude nas eleições e que até mesmo as eleições de 2014 foram fraudadas. Até o momento desta matéria, não houve comprovação alguma de fraude em nenhuma das eleições feitas por urna eletrônica no Brasil, mas isso não impede o presidente de colocar sem nenhuma vergonha, a informação que provávelmente é falsa, uma vez que não há evidências, colocando suspeita no sistema de eleições Brasileiro. A estratégia é bastante similar ao que o ex-presidente norte americano Trump fez nos Estados Unidos ao questionar o sistema de eleições americano, que por coincidência, foi o voto impresso.

Apesar do sistema americano ser amplamente mais complexo que o sistema Brasileiro, uma vez que lá passa por colegiados, e aqui os votos são contatos como um todo, o sistema Brasileiro evidentemente é muito mais democrático que o Americano, no Brasil cada eleitor realmente tem um voto.

O presidente Brasileiro Jair Bolsonaro parece estar prevendo que irá perder as eleições no Brasil, mas quer contestar os resultados, apesar de sua gestão como presidente ter deixado a desejar em todos os quesitos e ser considerada uma catástrofe por muitas publicações nacionais e internacionais.

Outro grande esquema de desinformação que foi armado no Brasil tem muito a ver com o atraso das vacinas no Brasil. Enquanto o esquema de propina estava sendo montado, ao que tudo indica, pelas investigações que vem acontecendo na CPI, mentiras e outras estratégias de comunicação foram adotadas pelo mesmo grupo político, chegando a dizer que pessoas seriam implantadas com um chip Chines caso viessem a se vacinar.
Todos os esforços para atrasar a vacinação ao máximo que faz parecer que estavam esperando fechar o esquema de propina da Covaxin e outras fontes com entidades atravessadoras suspeitas.
Mesmo assim, com toda tramoia sendo desvendada na CPI muitas pessoas seguem publicando e reafirmando que a vacina seria uma espécie de cavalo de troia desfarçado. Tem até vídeo de um cidadão ligando o Bluetooth no supermercado e alegando que todos os outros aparelhos bluetooth com o Bluetooth ativado no ambiente seriam na verdade pessoas que se vacinaram e estariam com o Chip Chinês instalado.
É claro que basta olhar para a tela do cidadão e ver que os nomes na tela são o que se esperaria no mesmo local, mesmo não havendo vacinação. A realidade é que as pessoas deixam o bluetooth ativo, e os nomes na tela são de aparelhos, ferramentas e até mesmo dispositivos das pessoas que por ali circulam. Quem assiste porém o vídeo em baixa qualidade não consegue ver por exemplo que os nomes ali são aqueles que já vem no celular e que quase ninguém personaliza, para os desinformados de como bluetooth funciona, é pior ainda, pois podem realmente acreditar que as alegações de que pessoas estão de alguma forma injetadas com o chip.
É claro que são estratégias completamente desonestas de lidar com as pessoas e por isso mesmo se torna tão importante fazer com que as pessoas se informem e saibam que estão sendo enganadas, por isso compartilho abaixo o vídeo da Galãs Feios abaixo.
Divirtam-se e se apavorem ao mesmo tempo!