O verdadeiro diferecial do Iconoclastia Incendiária

Entrou online o novo website do Iconoclastia Incendiária. O website é a versão em formato de blog da página do Facebook com o mesmo nome que atinge mais de 11 milhões de pessoas no Facebook com mais de 450 mil pessoas curtindo.
No blog do iconoclastia é possível encontrar uma grande variedade de matérias que abordam assuntos polêmicos de vários segmentos da sociedade. A proposta é ser iconoclasta e para isso icones são questionados e destruídos muitas vezes com humor.


O Iconoclastia Incendiaria é hoje uma pagina importante no Facebook e começou alguns anos atrás como projeto de hobby pessoal de Marcos Kligman, um ator, roteirista, cameraman e técnico de som formado em jornalismo.
Agora com uma multidão literalmente curtindo e compartilhando os posts do Iconoclastia no Face o blog terá cada vez mais um papel importante na comunicação online do projeto.
A idealização do projeto do Iconoclastia Incendiária é do ponto de vista estratégico comercial um espaço exclusivo e totalmente diferenciado em relação a todas as demais iniciativas da Internet. Enquanto todas as outras iniciativas da Internet tem algum tipo de comprometimento, seja com ideologias ou com marcas, o Iconoclastia Incendiária consegue ao longo de todos estes anos se manter limpo e livre destas amarras e por este motivo somente empresas e iniciativas de liberdade e responsabilidade similares podem se vincular ao projeto.
Em um mundo onde o capitalismo fala alto por causa da necessidade de garantir o lucro, as vezes em troca deste lucro verdades são escondidas ou informações recebem menor valor.

Iconoclastia Incendiária - Página Inicial

No Iconoclastia Incendiaria podemos observar o exato oposto. Assunto que tem pertinência as vezes até de forma atemporal são pesquisadas, investigadas e as informações são cuidadosamente construídas e disponibilizadas no site, inclusive recebendo atualizações posteriores de follow up.

O Iconoclastia Incendiária é no final das contas uma luz no fundo do túnel, uma vela tremula mas acesa nas trevas de um pais que vem sendo assolado por uma gangue de religiosos e psicopatas que governam e que administram.
Talvez a característica mais marcante do projeto seja sua forma questionadora. Gerar o questionamento em uma sociedade apática é fundamental, principalmente nos dias de hoje.

 

O Iconoclastia Incendiária se transformou em um fenômeno do Facebook, com mais de 450 mil curtidores, sua página que não para de crescer em números. O volume de trabalho que o perfil do Facebook da para o Marcos Kligman é enorme, a moderação precisa manter uma vigília constante para evitar bloqueios e suspensões, afinal o dono da página é também responsável pelos comentários permitidos dentro dela. Se há alguém fazendo comentários racistas, homofóbicos, ou apenas incitando violência ou atos ilícitos, isso já é suficiente para que o Iconoclastia seja denunciado pelas pessoas que não gostam de serem expostas, portanto a vigília é grande e a demanda é enorme.
E existe uma grande quantidade de pessoas que ficam apenas esperando um deslize por parte do Iconoclastia Incendiaria no Facebook para poder finalmente clicar naquele botão de denúncia do Facebook.

O fato do Iconoclastia Incendiária abordar especificamente os assuntos polêmicos  que a grande maioria dos sites na Internet não abordam, já o torna um alvo fácil para muitos falsos moralistas e pessoas que perdem dinheiro ao serem expostas. Certamente muitos religiosos ficam planejando derrubadas da página por ela questionar alguns dogmatismos religiosos que são realmente absurdos, mas que para um grupo de pessoas que são fervorosos em suas convicções por mais ignorantes que estas sejam acabam vendo no conteúdo do iconoclastia as dúvidas que elas preferem fugir do que ter de enfrentar sobre suas próprias crenças e convicções.

A abrangência do website da ultrapassou os 11 milhões de pessoas dentro do Facebook, é um público muito superior a maioria dos programas de rádio e televisão regional e com certeza a totalidade dos jornais de distribuição regional.
O público da página é dez vezes maior que maioria das cidades do interior do estado do Rio Grande do Sul.
A capacidade de comunicação que o Iconoclastia Incendiário obteve através das redes sociais sempre foi enorme. As vezes uma página com menor volume de curtidores posta algo legal, mas esta informação acaba apenas tomando a dimensão que merece por que são compartilhadas pelo Iconoclastia Incendiária.

Acessem e confiram: www.iconoclastia.org