O fim de Bolsonaro se aproximando, o futuro político é preocupação

Bolsonaro, presidente do Brasil, que não está vinculado a partido algum, depois de uma sequencia de erros gigantescos, e uma gestão até agora desastrosa, vem sendo criticado pelo mundo inteiro. A medida que as redes sociais, os falsos influenciadores que criam conteúdo chapa branca para apoiar o governo estão sendo despedidos das emissoras e bloqueados nas redes sociais, os robôs de disseminação de notícias falsas e os desdobramentos que vem sendo expostos na CPI, está se tornando cada vez menos relevante até mesmo dentro das bolhas bolsonaristas. Ao verem o seu "mito" envolvido em diversos supostos casos de corrupção, por décadas, e todos seus filhos homens também sendo investigados por diversos crimes, começa a ficar cada vez menos palatável ao negacionista mais raiz, pois não resta mais nada a que se agarrar na narrativa vazia que tem a oferecer o presidente.

Tendo em vista o enorme disturbio político que este presidente causou, fazendo o Brasil retroceder muito, agora a preocupação é do que estará por vir. Mesmo sem o Bolsonaro na política, não se pode negar que a mentalidade bolsonarista está difundida pela sociedade e existem muitas pessoas que ainda acreditam, talvez por desinformação, no presidente do Brasil, mesmo sem motivo nenhum para isso. Que ações terão de serem tomadas para assegurar que, comportamentos de disseminação de desinformação sejam minimizados para a próxima eleição presidencial no Brasil?

O Portal do José faz uma análise sobre o provável futuro dos adoradores do obscurantismo no Brasil.

Como podemos ver pelo vídeo apresentado, um dos maiores desafios, que é educar o povo, pois uma população bem informada é mais difícil de enganar, porém, o governo sabe que pagar publicidade pode ser uma forma de calar a midia, que, apesar do desastre que está sendo o governo de Bolsonaro, ainda assim lucra em diversos momentos com a permanência do presidente no cargo.