O desespero de Bolsonaro e do Brasil

Desde que foi eleito Bolsonaro sempre demonstrou uma inaptidão absurda para o cargo. As eleições foram fomentadas a base de notícias falsas disseminadas através da Internet por robôs, financiados por empresários que viam em Bolsonaro a promessa de redução de impostos e de direitos trabalhistas.

Ao colocar Bolsonaro no governo, seus eleitores agiram de forma completamente irresponsável, mesmo sabendo que o personagem era conhecido apenas por falar e agir de forma lamentável em programas de televisão e ter a seu favor menos de meia dúzia de projetos após ocupar por mais de 20 anos cargo político.

A medida que o tempo foi passando cada vez mais notícias negativas sobre detalhes da atuação do Bolsonaro na politica foram surgindo, um verdadeiro laranjal foi desmascarado. Com isso tirando a carapuça de homem honesto.

Ao seu redor, desde seus familiares, vizinhos de condomínio até seu motorista, escândalos intermináveis de corrupção, rachadinhas, laranjas, e relacionamento envolvendo as milícias. Tudo em relação ao presidente recentemente eleito cheirando a problema. Mesmo assim, muitas pessoas seguiram acreditando ou se negando a admitir que erraram, algumas até mesmo criando as mais variadas desculpas para justificar os intermináveis problemas que a gestão e a carreira oculta do presidente vinha demonstrando através de tantas descobertas.

Bolsonaro tentou de várias formas fazer valer suas promessas absurdas de campanha. Promessas que não competiam as vezes nem sequer ao presidente, mas mesmo assim, através de canetaços, sem consulta a ninguém, assinavam intermináveis decretos, tendo de serem derrubados pela justiça Brasileira por serem inconstitucionais. O Bolsonaro mostrava a cada passo desconhecer completamente a constituição Brasileira, ou talvez o pior, querer agir como se estivesse acima da mesma apoiando atos pró-golpe militar.
Os constantes erros foram aos poucos revelando para aqueles que ainda apoiavam o presidente que sua presença no Palácio do Planalto seria mais de atrapalhar do que de resolver problemas. A forma tosca e despreparada para lidar com qualquer situação, até mesmo entrevistas com perguntas simples, que qualquer pessoa poderia responder, para o Bolsonaro se mostravam extremamente desafiadoras e suas respostas foram sempre, sem exceção, controversas e geralmente desinformadas, aumentando ainda mais a insegurança do Brasil e do mundo no Brasil.

A Familícia

A medida que as investigações e as reportagens contra seus filhos começaram a ficar mais sérias e os recursos de bloqueio das investigações deram errado, o desespero começou a tomar conta do presidente que fazia já tempos vinha pressionando aparentemente o então ministro da justiça Sérgio Moro, que ganhou o cargo por ter prendido o ex presidente Lula, mesmo aparentemente sem evidências sólidas de corrupção.

Durante as investigações começou a se descobrir o verdadeiro motivo pelo qual Bolsonaro tinha tanto interesse em interferir com as pessoas que estavam em cargos de chefia na Polícia Federal, ele queria impedir as investigações sobre seus filhos, pois isso inevitavelmente iria manchar mais ainda a sua imagem de "honesto", e também colocaria talvez até o próprio nome dele dentro dos crimes cometidos, uma vez que uma das investigações relaciona seu filho Carlos Bolsonaro diretamente com a disseminação de noticias falsas que possivelmente levaram a sua eleição.

Enquanto Bolsonaro e sua família se preocupavam e agiam de forma a tentar se blindarem contra investigações que pudessem revelar sua real atuação política e a forma como utilizam as redes sociais e a própria maquina pública a seu favor e a favor de seus amigos, inicia uma pandemia global.

Epidemia oportuna para Bolsonaro

A Epidemia global se mostrou oportuna para os interesses de Bolsonaro que notoriamente nunca se preocupou com o povo mais pobre do Brasil. Fazendo pronunciamentos e lives, incentivando as pessoas voltarem a trabalhar, apesar das recomendações da OMS e dos outros países que estão sob circunstâncias similares combatendo o Coronavírus. Ao causar mortes e desespero para todo Brasil, Bolsonaro segue suas iniciativas de se intrometer em investigações contra sua família e ao mesmo tempo intensifica as investidas contra órgãos importantes da justiça Brasileira como o STF.

No meio do Caos criado pelo Bolsonaro, surge uma voz de razão, o Mandetta, que apesar de não ser de forma alguma o ministro ideal para estar na pasta, era a única pessoa no governo inteiro que estava agindo de acordo, prestando contas e passando dados. Por ser uma voz de luz na escuridão do governo Bolsonaro, o presidente então comete um dos seus maiores erros, demite Mandetta e coloca em seu lugar um ministro que tem alinhamento ideológico com o dele. Desde então, ficou impossível saber ao certo quantos casos de mortes por Coronavirus estão acontecendo no Brasil, e junto a toda essa baderna, notícias falsas são disseminadas novamente, informando equivocadamente que caixões exibidos em programas de televisão, estariam vazios.
Não estavam, e familiares que foram destampar os caixões se depararam com corpos contaminados.

Finalmente conseguindo ter menos atenção para si, sendo a epidemia o foco central das manchetes chegando a bater o número de mortes na China que tem um população muito maior que o Brasil, Bolsonaro chega a forjar assinatura do ministro da justiça para tentar alterar os comandantes da Policia Federal. Com isso o inesperado acontece, Sérgio Moro, que fez de tudo para garantir que Bolsonaro se elegesse, até mesmo mantendo preso o Ex-Presidente Lula, que seria eleito no primeiro turno caso não tivesse sido interditado pelo Moro, veio a público avisar sobre sua renúncia ao cargo e em seguida avisa que tem um dossiê sobre as falcatruas do Bolsonaro.
Com isso, Bolsonaro entre em desespero total, dando foco e atenção unicamente para substituição do ministro da justiça por alguém que, assim como o ministro da saúde, tenha um alinhamento ideológico com ele, que neste caso seria querer acobertar os filhos e impedir as investigações contra a família dele.

 

O desespero Brasileiro

Durante todo esse processo de desmascaramento do verdadeiro Bolsonaro e de sua família, a forma como atuam, a forma como estão envolvidos de fato com a política, o povo Brasileiro aguarda em desespero pela renúncia, pelo impeachment, pela remoção da chapa Bolsonaro/Mourão, ou qualquer solução que possa tirar o Bolsonaro de seu cargo e permitir que o Brasil finalmente consiga lidar com a epidemia de forma eficiente.
Infelizmente os processos são lentos e os interesses dos partidos são outros, enquanto houver espaço para conquistar cargos no governo, alguns partidos irão deixar para segundo plano a exoneração de Bolsonaro. Enquanto a política Brasileira mostra seu lado desumano, os humanos mais pobres morrem as dezenas por todo país.
A esperança porém de que Bolsonaro seja destituído do cargo em breve, é enorme entre a população Brasileira, e talvez esta seja a única saída para que o Brasil possa voltar a ser uma país sério e digno novamente.