Gestão péssima do Presidente Jair e a inércia do povo

O Brasil após as eleições de 2018 acabou elegendo possivelmente o pior presidente já eleito no país, mas apesar de tudo ser tão incorreto dentro do governo de Jair, sua aprovação segue entre a população.
Existe uma parte da população Brasileira que segue acreditando no Jair, apesar do presidente ter cometido uma enorme quantidade de erros na gestão, ter prejudicado ao máximo o combate á pandemia, e ainda haver diversos escândalos envolvendo corrupção sob investigação além de ter o recorde de pedidos de impeachment.

Para a grande maioria da população Brasileira, o presidente Jair é um absurdo, e essa opinião não é isolada, afinal, muitas entidades e outros países e veículos de comunicação sérios e importantes de outros países relatam uma visão de repúdio absoluto ao presidente do Brasil.

Infelizmente o Brasil segue em uma inércia, não se articulam nem cobram o suficiente para que as entidades tomem as devidas providencias em relação ao mal estar que o Jair esta causando internamente no Brasil e também com relação a imagem do Brasil no exterior.

Como aponta Gabriela Priori, apesar de toda a falta de capacidade de gestão e pura incompetência de Jair e toda sua equipe governamental, existe algo que faz com que o presidente se mantenha nas graças de uma fração grande da população. Isso pode representar um problema para as próximas eleições.

 

Evidentemente Jair é um presidente que usa técnicas de populismo para que as pessoas gostem dele. Desde a mesa de café da manhã com pão e leite, até as roupas, e as saídas em plena pandemia sem  máscara para cumprimentar o povo.
Esta simulação de pessoa simples e humilde segundo Gabriela, pode ser um dos fatores que conectam certa camada da população ao Jair e enxergam nele uma pessoa de boas intenções.

Embora durante as eleições para prefeituras e vereanças pelo Brasil não tenham demonstrado favoritismo para aqueles que foram diretamente endossados e recomendados pelo Jair, também não foi uma eleição que demostrou aceitação do PT ou outros partidos de esquerda, principalmente se tratando de prefeituras de grandes cidades.

Sem dúvidas evitar a reeleição de Jair se torna necessária para que o Brasil possa tentar recuperar um pouco do retrocesso que vem sofrendo durante esta gestão, porém o grande problema é conseguir reconectar as pessoas e até mesmo incentivar as pessoas a terem maior atenção com relação as questões política do país. Muitas das pessoas estão completamente desinformadas e nem querem se informar, nem mesmo acompanham o processo político. Gabriela Prioli aponta que os políticos como são tradicionalmente vistos pelo povo, são pessoas muito distantes, pessoas que estão em outra realidade, o que não deixa de ser verdade.
Brasil é por si só um local distante, uma cidade inteira construída para a classe política do Brasil e que fazer com que os representantes regionais estejam sempre longe de quem eles representam.

O discurso político também é outro problema, pois muitas vezes quando se está tendo um debate político, certas situações inusitadas tomam conta da midia por serem mais atraentes e mais vendáveis do que o debate político em si. É mais fácil lembrar que Jair postou vídeos com pornografia em seu Twitter do que saber os projetos que ele realmente realizou durante toda sua carreira política.

Infelizmente além de ser um assunto extremamente chato, e talvez absolutamente desinteressante para o cidadão médio Brasileiro, a obrigatoriedade do voto faz com que a grande maioria da população acabe votando, e por isso, é preciso ter uma preocupação maior em disseminar informações políticas de uma forma que seja melhor  consumidas pela população, algo que a oposição ao governo não faz corretamente.

Mesmo neste momento o presidente Jair estando sendo julgado por crimes contra a humanidade em Haia, no Brasil ainda existem pessoas que nem sequer tomam conhecimento da quantidade de irregularidades e inconsistências que permeiam as atitudes, as decisões e as falas do Jair.