Fundador do Megaupload tem liberdade negada na Nova Zelândia

Algum tempo atrás a Nova Zelândia estava abrindo vagas para cidadania, fazendo chamados em todo tipo de site na Internet, provavelmente também no MegaUploads.
O pais que parecia ser um paraíso, mostra agora que seu governo entende pouco sobre a Internet, e que está disposto a interromper serviços importantes, sem realmente resolver problema algum.

Megauploads, evidentemente tinha um grande volume de arquivos que podem ser considerados piratas, e é claro que muitas pessoas que desejam compartilhar arquivos, utilizavam o site por sua qualidade. Por outro lado, o site também tinha um sistema de exclusão de arquivos, e que funcionava de acordo com solicitações.

 

 

Um tribunal da Nova Zelândia negou nesta quarta-feira (pelo horário local, noite de terça-feira no Brasil) a liberdade sob fiança ao fundador do portal web Megaupload.com, "Kim Dotcom", que permanecerá na prisão até 22 de fevereiro, enquanto as autoridades dos Estados Unidos buscam sua extradição acusando-o de pirataria em massa.

Fonte: tecnologia Terra

 

Não se trata apenas de um dos maiores serviços de compartilhamento de conteúdo estar inoperante, mas também de todas as questões que isto implica.

Dias negros estão por vir com certeza.