F8 fala sobre o futuro do Facebook, Whatsapp e Instagram integrados

A abertura do Zuckerberg no F8 e seus principais representantes de desenvolvimento das principais ferramentas como o Facebook, Instagram e Whatsapp aconteceu focando no futuro das ferramentas.
Devido a forte crise de perda de confiança das pessoas com relação a segurança da plataforma por causa dos recentes escândalos referente a vazamento de dados de pessoas pelo mundo todo, atuação de robôs e influencia em resultados de decisões incoerentes como o Brexit, a eleição do Trump nos Estados Unidos e mais recentemente o Presidente Brasileiro Bolsonaro no Brasil, tornou a temática do F8 focado em privacidade.
"O Futuro é Privado" foi a temática da apresentação, porém, em realidade a ideia segue sendo toda voltado ao compartilhamento. Agora com filtros, e aproveitando as novas ferramentas de stories que roubaram do Snapchat para aumentar essa impressão de privacidade, onde o conteúdo desaparece após um tempo, e ao mesmo tempo usuários vão poder cada vez mais filtrar com quem querem compartilhar seus conteúdos.

Apesar de citar diversos exemplos de como a privacidade será aumentada, em retórica, sempre muito interessante, o fato é que cada vez mais dados serão disponibilizados pelas pessoas nas plataformas, mesmo que dentro destes ambientes mais privativos. Segundo Zuckerberg, por ser criptografado de ponta a ponta,  ninguém, nem me

Alguns aspectos novos podem chamar atenção, como por exemplo as opções de rede de relacionamentos, ou talvez as opções de assistir conteúdo juntos em um chat, mas o que para mim mais chamou atenção é a intenção de tornar todas as plataformas facilmente integradas, desta forma, quem hoje em dia usa só um dos aplicativos ou ferramentas, vai acabar fazendo parte de todos, o que no final significa triplicar a base de usuários de qualquer destas plataformas pelo visto.

Outro segmento que também chamou bastante atenção é a intenção de permitir e fomentar vendas diretamente através da plataforma, facilitando vendas, o que pode se tornar um facilitador para muitas pessoas e que inclusive já está em atividade na India. Um exemplo foi dado de uma pessoa fazendo uma Live e vendendo enquanto acontece a live exibindo os produtos, o sonho de qualquer produtor de conteúdo. Estas opções de envio de dinheiros vai tomar conta de tudo, inclusive dentro do Instagram.
É interessante se pensarmos como isso tira os bancos e descentraliza o capital entre governos, mas também mostra que o Facebook vai entrar com força no mercado de vendas online sem precisar ter de fato um produto sequer para vender.
Uma jogada de mestre que deve ser vista com muita cautela pelos concorrentes de vendas online, afinal o Facebook já tem uma das maiores bases de usuários do mundo.

Como sempre Zuckerberg não coloca nada a perder e aproveita todas as oportunidades da Internet para capitalizar, portanto suas novas ferramentas vem em um momento incrível, onde os seus apps e suas plataformas digitais estão por todas as partes do mundo.

O conceito explicado é de re-desenvolver, do zero muitas das plataformas e ferramentas para assim conseguir dar a dinâmica necessária para assegurar a competitividade. Bastante trabalho, e um olhar forte no futuro da Internet definem o F8 deste ano.