Entender o que faz o 1% Americano ser o 1%

É claro que distribuição de riquezas é um problema, não porque pessoas podem se tornar ricas, mas em muitos casos, a forma como as pessoas estão se tornando ricas, principalmente nos Estados Unidos está gerando preocupação de certas pessoas.
É evidente que quando há intervenções demais do estado em um determinado setor, este setor acaba se tornando falho em alguns segmentos importantes.
Em muitos casos, pessoas dirão que a culpa é do capitalismo, mas eu diria que não, que a culpa principal é a intervenção estatal pesada que ocorre nos EUA, um estado que está envolvido em centenas de ações pode muito bem beneficiar um setor por longos anos até conseguir emparelhar os trilhos, mas há quem argumente que estes setores quando causam desequilíbrio deveriam sentir o peso do mercado por suas decisões. Deixar quebrar e falir empresas que tem representação internacional não é uma decisão que qualquer pessoa gostaria de fazer, e é claro, em grande parte dos casos, o estado dos Estados Unidos tem financiado quebras monumentais de empresas grandes, impedindo seus destinos naturais.
Houve sem dúvidas uma escoada de capital para grandes empresas que souberam aproveitar os concorrentes frageis, muitas empresas foram compradas e vendidas além as outras muitas que fecharam.

O gráfico abaixo mostra um fenomeno curioso, a expectativa que as pessoas tem sobre a forma como ocorre a distribuição de renda, e a comparação desta expectativa em relação ao que é a distribuição de renda nos EUA hoje.
Foram entrevistas mais de 5 mil pessoas por todo Estados Unidos coletando opiniões

Agora, o que preocupa não é tanto a forma como o dinheiro está atualmente distribuido, mas sim como esta distribuição se deu.
É evidente qu alguns mecanismos de cunho de direto individual não estão funcionando, pessoas estão perdendo alguns direitos sem se darem por conta.

É claro que todos desejamos uma distribuição de renda mais bem distribuida, porém é importante se pensar de que forma este dinheiro vai ser distribuido, pois não podemos também permitir que um sistema que paga pessoas para não fazer nada seja disponibilizado, isso aumentaria a sobrecarga nas pesoas que já estão hoje atuantes na produção e execução de tudo.

Me preocupa ver graficos assim porque sei que no final, estes graficos demonstram uma grande quantidade de pessoas que estão passando por problemas que em realidade deveriam, já hoje serem extintos caso se pudesse ter uma distribuição mais equalitária.
Para mim, a conquista de mais igualdade no mercado se trata muito mais de acessibilidade a informação para o indvíduo do que qualquer outra coisa. Quem tem acesso a informações, pode agir e tomar decisões que são eficientes, a partir de pesquisas e dados disponibilizados.
Eu vejo em grande parte que quanto mais sem acesso a informação as pessoas estão, mais complicado para que ela possa buscar evolução em sua própria situação. Como sociedade, precisamos evitar que pessoas se tornem inúteis na sociedade, não porque a sociedade precisa delas, mas por elas mesmas poderem ser o melhor de seus potenciais, realizarem seus sonhos, e claro, compatilhar com todos o seu melhor.
O que temos de pergntar é: O que faz o 1% americano ser o 1% americano?