Como Collor se elegeu no Brasil

O Brasil é uma democracia jovem, e claro seu povo não está ainda acostumado ao ato cívico de votar, inclusive no Brasil até o presente momento desta matéria, é obrigatório votar. Quem não votar precisa justificar pagando uma multa, apesar da multa ser pequena, ainda assim, a origatoriedade do voto, assim como a obrigatoriedade do alistamento militar, mostra que o pais ainda não conseguiu se livrar completamente da mentalidade ditatorial pela qual sofreu durante anos na ditadura militar.

Em uma das primeiras eleições para presidente, uma mancha na política nacional surge, o Fernando Collor, eleito no Brasil em 1989 e foi impeatchado logo em seguida.
Seus lemas eram de direira conservadora, outro grave problema no Brasil onde uma grande parte da população na época era analfabeta, ou seja, carente de conhecimentos científicos que poderiam ajudar a questionarem mais os aspectos fictíciosos das religiões que se instauraram no país e trouxeram junto uma grande quantidade de falsas crenças e uma visão deturpada de mundo. Desde a invasão dos portugueses nas terras brasileiras, dizimando populações inteiras de indios e catequizando os mesmos para se tornarem cristãos, até os dias de hoje, o cristianismo segue presente na vida dos brasileiros de forma forte, por exemplo, até mesmo em repartições públicas podemos encontrar crucifixos, que são o simbolo de tortura do personagem central da mitologia cristã.

Collor evidentemente se aproveitou destas fragilidades para fazer sua campanha, mas após ser eleito, o povo percebeu rápidamente o problema que havia adquirido ao eleger um presidente com valores deturpados.

No vídeo abaixo, podemos conhecer um pouco mais da história de Collor e de sua família, e com isso entender por que ele acabou eleito. Um dos motivos era a rede de comunicação do pai, filiado a rede Globo que teve total influência no resultado das eleições.

Na época a Rede Globo era a principal rede de televisão com acesso a maior parte do Brasil, portanto sua influência era completa na forma de ver o mundo das pessoas mais alienadas e deconectadas do Brasil.

Para se ter ideia da força da Rede Globo tanto na era do golpe militar, quanto nas eleições que elegeram o Collor vale a pena conferir o documentário Brasil Muito Além do Cidadão Kane (abaixo)