Como a Internet vem sendo utilizada para corromper a democracia

Entidades como o Facebook do Mark Zuckerberg não deseja censurar discurso de ódio, abringo e dando margem para que racista e homofóbicos possam seguir se sentindo a vontade para disseminar seus preconceitos.

O pior é que sistemas como o Facebook ajudam a pessoas com pensamentos similares se conhecerem, se a gruparem e se reafirmarem com suas crenças racistas e homogóbicas.

O ator e comediante Sacha Baron Cohen apresentou um fala na qual critica a postura de Mark Zuckerberg, o criador do Facebook, diante da crise das democracias graças à sua rede social.
Entenda!

É claro que a liberdade de expressão precisa ser respeitada, mas acontece que discursos de ódio que são disseminadas livremente devem ser impedidas, afinal estão em princípio contrárias ao conhecimento cientifico e das informações e conhecimentos que se tem sobre o mundo, sobre a vida e sobre as pessoas.
Tratar pessoas que tem cores de pele diferente como se fossem inferiores é um erro científico, portanto deveria ser banido, assim como informações sobre terra plana, entre outros absurdos, que são livremente distribuídos através destas plataformas.

A problemática que ferramentas como o Facebook trouxe para o mundo não apenas inflamou o ódio que era velado, como também permitiu que pessoas disseminem mentiras contínuamente, sem ter nenhum critério de filtro. Uma pessoa pode tranaquilamente inventar mentiras sem parar, e ainda acabar se beneficiando disso, como aconteceu por exemplo nas eleições no Brasil e nos EUA.

É fundamental que sejam respeitados fatos, invés de apenas opiniões infundadas. Não é aceitável que se possa fomentar desinformação como se fosse realidade, seja neo nazismo, seja racismo, seja qualquer tipo de crença que seja apenas baseada em crentiçes e dogmatismos religiosos para distorcer a verdade e assim influenciar de forma política o destino das pessoas.
A Internet é um ambiente de compartilhamento de informações incrível, mas se utilizada de forma nociva, ao inves de incentivar o aprendizado e acesso ao conhecimento, pessoas com más intenções, podem fácilmente enganar outras pessoas que realmente não tem como verificar a veracidade das informações. Assim temos sites que propagam notícias falsas recebendo a mesma importância que websites que realmente publicam noticias e informações verdadeiras.