Censura do Governo e risco de Vida dos autores pensadores Brasileiros

Desde que Bolsonaro assumiu como presidente do Brasil uma grande quantidade de pessoas que estavam escondidas com seus preconceitos e suas visões distorcidas de mundo decidiram surgir e se manifestarem, seja nas redes sociais, seja no mundo real. A quantidade de incidentes de violência, discussões e ameaças por causa da visão ideológica que o governo se propôs a impôr na sociedade aumentou dramaticamente, chegando ao ponto de pessoas se sentirem ameaçadas e saírem do Brasil após receberem reais ameaças de morte. Um dos casos mais extremos foi o atentado terrorista feito ao grupo de comédia Porta dos Fundos, por seu Especial de Natal que recentemente ganhou um Emmy como Melhor Comédia Internacional.

Uma onda de pessoas com visões similares á da época das trevas da humanidade, onde a religião era o único norte a ser seguido surgiu para tentar impôr a força, sua visão obscurantista e retrograda de mundo. Religiosos que desconhecem a ciência, que acreditam em uma moralidade absolutamente hipócrita e que acham que por se dizerem "pessoas de bem" tem direitos que são maiores do que as demais pessoas da sociedade começam a se articular e se pronunciar disseminando preconceito, desinformação e muito ódio. Tudo isso apoiado de forma velada pelo governo com sutis mensagens, ações, e conchavos fortes com igrejas e instituições que vem disseminando ódio e descriminação já fazem décadas no Brasil. Seja a bancada evangélica ou seja os falsos moralistas, o resultado está se tornando cada vez mais visível o desastre que foi o resultado das últimas eleições no Brasil onde o Bolsonaro, apesar de não comparecer em debates, e ter sua campanha repleta de notícias falsas sendo disseminadas por robôs na Internet, ainda assim ganhou as eleições. Assistindo o documentário Democracia em Vertigem é possível entender que houve de fato uma espécie de golpe no governo, e que tudo se alinhou para que o Bolsonaro acabasse se tornando eleito, até mesmo as ações do então Juiz Sérgio Moro que foram nitidamente propositais como se pode conferir na VazaJato, que prendeu o ex-presidente Lula, impedindo que se elegesse, pois iria concorrer ao cargo novamente e estava como favorito nas pesquisas.

É impossível negar que houve um grande esforço de uma grande quantidade de grupos conservadores e anti-ciência para que todas estas alterações da história e do rumo do Brasil tenham acontecido, porém a cada dia que passa, novas evidências surgem demonstrando exatamente o que muitos não acreditavam ser verdade.  Um governo com viés ideológico autoritarista, moralista e anti-ciência que visa atacar artistas, intelectuais, e todo tipo de oposição ou crítica, assim como era a igreja na idade média e na época das inquisições.

O governo não mede esforços e nem tem vergonha de usar a maquina pública para proliferar sua agenda religiosa extremista, aliando se com bispos e pastores, concedendo concessões á igrejas e oferecendo subsídios á elas, tudo para se demonstrar alinhado ao extremismo religioso. Até mesmo quando um documentário com o da Petra, Democracia em Vertigem é nomeado ao Oscar, a conta oficial de comunicação do governo faz um ataque em português e inglês á cineasta confirmando de forma veemente que as suposições do enviesamento ideológico do governo é real para todos, Brasileiros e estrangeiros.

 

Recentemente o governo de Rondônia tentou remover da disposição uma lista de livros, livros importantes e livro que são internacionalmente aclamados, tudo com o intuito de impedir o acesso ao conhecimento. O motivo é sempre o mesmo, evitar que a história do Brasil seja conhecida e evitar que a religião cristã seja questionada.
Editoras e autores que dependem de fazer seu trabalho para existirem estão cada vez mais se sentindo ameaçados pelo governo e por ameaças que recebem constantemente de pessoas que apoiam o governo apesar de todo lixo e manipulação que está ocorrendo e de todos os resultados negativos que o governo vem atingindo em todas as suas ações.
Veja abaixo um dos vídeos mais recentes do Henry Bugalho onde ele comenta sobre o cancelamento de publicação de um livro de uma editora por motivos de ameaças, e também como ele resolveu desistir de sua vinda ao Brasil por aconselhamento de pessoas que estão acompanhando de perto como o Brasil está se tornando após o governo Bolsonaro assumir, onde ele iria, junto com a filha do Olavo de Carvalho, fazer o lançamento oficial do livro Meu Pai, o Guru do Presidente.

O fato é que ao tentar esconder informações das pessoas, o governo Bolsonaro mais uma vez se demonstra totalmente ao contrário do que se espera de um governo de boa qualidade, e quem sofre com este tipo de ação reacionária e autoritarista é o povo. Porém o que mais preocupa é justamente a falta de protestos e reclamações do povo.
As pessoas realmente estão esperando o pior para começarem a se indignarem, ou estão completamente desinformados e com medo, ou o pior, estão de acordo com as atrocidades deste que está se demonstrando rapidamente um dos piores governos eleitos que o Brasil já teve?