Censura do Governo a Professores Universitários preocupa

O presidente Brasileiro Jair está fazendo a pior gestão que o Brasil já viu. Em poucos anos, conseguiu desvalorização absurda do poder de compra do dinheiro Brasileiro, uma retirada em massa de empresas estrangeiras, problemas com diversos países, e deu privilégios para os militares que ultrapassam o limite da sanidade. Considerado no mundo inteiro como pior presidente do mundo, o Jair usa a maquina estatal para proteger seus filhos que estão envolvidos em diversos processos, uns que parecem bastante incriminadores, e também usa o aparelhamento do estado para reprimir e oprimir críticas ao seu governo.
Recentemente professores foram notificados por criticarem o governo de Jair pela CGU.

A Controladoria-Geral da União (CGU) notificou dois professores da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) por criticarem o presidente Jair Bolsonaro durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais no dia 7 de janeiro. - Fonte UOL

Esta ação demonstra que, apesar da péssima gestão, dos inúmeros incidentes envolvendo corrupção, lavagem de dinheiro e outros trambiques, como até mesmo depósitos de cheques na conta da esposa do presidente, a CGU não está preocupada com o desastre da gestão do presidente e nem dos inúmeros prefeitos, deputados e vereadores que foram eleitos na onda do presidente, e que, hoje, ofendem, desacatam, e principalmente, mentem sobre a verdade, tudo para proteger o presidente, independente de ele estar errado.

Enquanto o Brasil agoniza, os pobres morrem de fome, de doença, e até mesmo de tristeza, a CGU se preocupa com o fato de professores, que são extremamente mal pagos, estarem criticando o pior governo da historia moderna.

O ato é de certamente, pelo menos do meu ponto de vista interpretativo, uma forma de tentativa de silenciamento de quem é empregado pelo Governo Federal, forçando a respeitar o presidente mais incompetente da história do país independente do tamanho do desastre por ele causado. Ao receber críticas, como não pode contrapor as acusações, prefere usar a maquina estatal para, com o dinheiro público, tentar de alguma forma desesperada minimizar as críticas ao seu desastroso governo.

A CGU com esta ação perde aos olhos da sociedade, mais uma vez, confiança e credibilidade.

 

O evento é mais um ato de covardia de um presidente que tem como simbolo de sua carreira, ser covarde, ser incoerente, e não saber nada sobre gestão pública.

Para muitos no Brasil, a única esperança para que o país volte a crescer é a retirada do presidente e sua facção do governo, que já somam mais de 11 mil militares, e onde até mesmo o filho do vice é beneficiado com cargo que nem deveria ter, assim como os filhos do presidente que recebem blindagem nos casos e processos contra eles.