Boechat responde a Malafaia e comunidade digital apoia

Na manhã da sexta-feira dia 19 de Junho de 2015, o jornalista Ricardo Boechat critica em seu programa de rádio alguns líderes evangélicos que pregam discursos de ódio, afirmando que eles têm uma parcela de culpa na recente onda de crimes contra líderes de religiões espíritas.

O pastor Silas Malafaia em seguida posta em seu Twitter mensagens acusando Boechat de ele sim fazer um discurso de ódio contra os evangélicos e o "chama" para um debate cara-a-cara. Então o jornalista dá a resposta abaixo ao vivo em seu programa.

O pastor fez comentários sobre o programa do Boechat e o Boechat respondeu á altura.

 

 

Boechat não poupou elogios ao pastor que vem se demonstrando um personagem que incita ódio e descriminação a pessoas homo afetivas. A verdade é que as pessoas estão já cansadas deste discurso de ódio religioso, essa segregação contínua que pessoas como o Malafaia e Feliciano estão disseminando.
Enquanto o mundo todo segue em rumo a busca de liberdade, ainda existem entidades retrogradas na sociedade que buscam divergências que são absolutamente supérfluas com relação a uma pessoa, como é o caso da sua preferência sexual, algo que de fato não traz nenhuma diferença em seu desempenho na comunidade. Pessoas homo afetivas tem inclusive se demonstrado melhores pais e até mesmo pessoas com maior compaixão, deixando para trás aquela sensação de que seria a religião professada que faz com que a pessoa tenha algum tipo de moral.

Religião vem crescendo em desrespeito em todo território nacional, fazendo parte de inúmeras manifestações e demonstrações que visam denunciar o abuso e descriminação que tais filosofias existenciais vem trazendo de malefício social. Desde as marchas das vadias até a parada gay em São Paulo, e milhares de empresas se demonstrando de corpo presente contra homofobia. Pastores como o Malafaia não perdem tempo em aproveitar oportunidades para divulgar seus cultos se demonstrando amplamente contra homo afetividade, ainda mais quando a mesma é exibida em programas de televisão ou comerciais, e utilizam estas deixas para se manifestarem. Recentemente Malafaia e Feliciano estavam reclamando sobre o comercial do Boticário, onde existe um casal homo afetivo.
Mas não é só a Boticário que se demonstra públicamente a favor das pessoas homo afetivas, e sim a grande maioria das empresas e iniciativas, como até mesmo o Facebook, o Twitter, que são plataformas das quais estes pastores montam sua estratégia de comunicação digital, chega ser um contra-senso.

Por causa do comentário de Boechat, Malafaia para aproveitar o momentum de fama, lançou um vídeo e vem postando Tweets periódicamente divulgando seu vídeo e falando do incidente.

[youtube url="https://www.youtube.com/watch?v=Dq3PvGnmS9A" width="560" height="315"]

O vídeo está sendo amplamente negativado.
malafaia-negativado

É algo extremamente cansativo ficar vendo caras como o Malafaia repetindo sua retórica religiosa em detrimento a todas as informações e dados que se tem com relação aos assuntos que ele constantemente quer debater, é como se ele simplesmente não entendesse e ficasse perpetuamente perdido naquele tema o qual todos já compreendemos.

 

Boechat acertou tanto na mosca que a comunidade já está apoiando, com a Hashtag #malafaiavaiprocurarumarola já sendo amplamente disseminada nas redes sociais, principalmente nas redes sociais que tem grande volume de pessoas homo afetivas e ateias como é o caso do Facebook e Twitter.

Veja tambem:

EFEITO BOECHAT: MALAFAIA PEDE OFERTA NA REDE SOCIAL E INTERNAUTAS MANDAM PASTOR PROCURAR “ROLA”

Boechat chama Malafaia de pilantra e tomador de grana