Batman – O Cavaleiros das Trevas Ressurge

Por mais de 70 anos, o herói de capa negra sobrevoou Gothan com muita astúcia, inteligência e equipamentos especiais por ele desenvolvido. Com a maior gama de vilões e de aliados que um personagem dos quadrinhos já teve, o alter-ego de Bruce Wayne continua apovoar a imaginação de milhões de pessoas ao redor de todo o mundo, com histórias que variam do cômico ao amedrontador, chegando ao seu máximo apogeu em Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge.

Bane:

Segundo o próprio diretor, uma trilogia de filmes dá aos realizadores um tempo interessante de criação: começo, meio e fim. A partir do quarto episódio o filme se torna uma série e a quantidade de pessoas mexendo na história começa a divergir e contradizer muito do que já foi feito (Harry Potter no cinema que o diga).

O diretor disse que só voltaria a fazer um novo filme caso encontrasse a temática ideal para encerrar sua história, e assim como Platão escrevia sobre o Mundo das Ideias, Nolan soube captar muito bem o pano de fundo para o tão aguardado Batman 3: a raiva!

Utilizando o medo no primeiro filme e trazendo o caos para o cinema na segunda produção, o diretor decidiu explorar o lado humano de Batman criando um espírito de luta jamais visto nos seus filmes anteriores. Explorando a raiva do herói, Nolan mais uma vez colocou o destemido herói no mesmo nível que o espectador e assim como nas produções anteriores provocar a reflexão do espectador ao sair da sala de cinema.


Anne Hathaway foi a melhor e mais real Mulher-Gato que o cinema já teve!

Não é preciso mais delongas para contar que Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge é um dos maiores filmes feitos em toda a história do cinema. Assim como nos seus predecessores, o filme apresenta uma história sólida, que cresce a medida que cada cena se desenvolve e acaba com surpresas atrás de surpresas, deixando o espectador não menos que boquiaberto ao sair da sala de cinema.

É claro que Batman nunca terá um fim. Seja nos quadrinhos, na TV, ou mesmo no cinema, o formato de quadrinho americano que as editoras adotam nunca deixariam que um ás na manga em vendas e repercussão cessasse suas atividades. Mais que um ícone, Batman já se tornou uma lenda dos tempos modernos, quase um ser mitológico, que por gerações vai ser adorado e recriado.

Fonte: nextconqueror